Moeda de real dividida

5 dicas de como economizar dinheiro para iniciantes

8 de junho de 2022

Redação N26

Economizar não precisa ser estressante ou confuso. Essas dicas simples de como economizar dinheiro no dia a dia mostram como você pode começar uma relação melhor com seu bolso hoje mesmo.

Muita gente se pergunta como economizar dinheiro sem simplesmente deixar de viver ou pagar contas. Bom, descobrir como lidar com dinheiro pode parecer assustador, mas não precisa ser assim. Com algumas dicas práticas, você já vai poder tirar do papel planos de curto e longo prazo sem nem mesmo perceber, dispondo ou não de uma renda fixa. 

E se você está se perguntando como fazer isso com pouca grana, relaxa. Temos algumas ideias que poderão ajudar. Já ouviu falar no método 50/30/20, por exemplo? Então saiba mais sobre ele e outras de nossas dicas favoritas, testadas e comprovadas, de como economizar dinheiro.

1. A pergunta não é como economizar, mas sim por que economizar

Pode parecer simples demais, mas o primeiro passo para dar uma melhorada no orçamento é determinar exatamente por que queremos guardar dinheiro.

A chave do sucesso é tentar criar um objetivo específico, por mais difícil que ele seja. Você pode ter mais energia para querer guardar dinheiro entendendo qual é sua real motivação, criando metas que sejam claras e realistas. Ter essas metas em mente pode ajudar a manter o foco, mesmo quando suas finanças não estiverem lá essas coisas.

Aqui estão três questões que podem ser úteis antes de preparar seu orçamento:

  • Qual é sua pira? O que é realmente importante pra você? Por exemplo, você curte viajar? Sonha com a casa própria? Ou quer guardar dinheiro para fazer aquele curso que sempre sonhou?

  • Que meta realista, mesmo que desafiadora, você pode ter para guardar dinheiro?

  • Essa meta é motivadora o suficiente para que você se mantenha firme e forte nela, mesmo em tempos difíceis?

2. Uma meta de curto prazo é diferente de uma a longo prazo

Decidiu por que você está guardando dinheiro? O próximo passo é diferenciar as metas de curto e as de longo prazo. O que é uma meta de curto prazo? São planos modestos, tais como:

  • Um móvel novinho em folha;

  • Um fim de semana de boa na lagoa;

  • A entrada de um carro zero bala;

  • Uma poupança para o caso de uma emergência.

Metas de longo prazo estão mais para:

  • A entrada para um apê ou uma casa;

  • O pagamento de uma dívida antiga;

  • Começar um novo negócio;

  • Uma viagem pelo mundo.

  • Juntar dinheiro para a aposentadoria

Combinar metas de curto e longo prazo podem fazer com que planos mais desafiadores pareçam menos difíceis de serem alcançados. Você provavelmente vai conseguir cumprir seus planos mais curtos, e isso pode fazer com que os mais longos pareçam mais fáceis de atingir.

Lembre-se, seja realista

Antes de começar a colocar seu plano em prática, confirme se suas metas de curto e longo prazo são realistas. Não tem nada mais decepcionante que se fixar um objetivo inatingível e utópico. Uma grande dica para as finanças do dia consiste em seguir o método SMART, de Edwin Locke. SMART, em inglês, significa: Specific, Measurable, Attainable, Relevant, and Time-bound. Em português, isso quer dizer: seja específico, mensurável, realista, relevante e considere o fator tempo. Se você consegue definir seu objetivo dessa forma, ele é realista o suficiente para colocá-lo em prática. 

3. Monitore seus gastos para criar um orçamento consistente

Se você quer fazer um orçamento efetivo, precisa saber exatamente quanto entra e sai de dinheiro todo mês da sua conta. O melhor é acompanhar suas entradas e saídas de dinheiro por um período de 30 dias, anotando todo e qualquer gasto numa planilha ou num aplicativo como You Need a Budget.

4. Separe seus gastos fixos dos variáveis

Já sabe quanto dinheiro entra e sai da sua conta por mês? Hora de separar suas despesas em fixas e variáveis. A categoria de gastos fixos pode incluir:

  • Aluguel;

  • Ar-condicionado, luz, gás e internet;

  • Seguro de carro, de vida, de propriedade;

  • Escola, pagamento do FIES e demais mensalidades.

Gastos variáveis, que podem mudar a cada mês ou semana, podem ser coisas como:

  • Compras no supermercado;

  • Lazer (uma noite no bar, cineminha, viagens ou shows);

  • Roupas;

  • Comer fora.

Dicas de como economizar dinheiro: reduzindo os gastos variáveis

Se, por um lado, os gastos fixos não apresentam muita margem de manobra para guardar dinheiro, os gastos variáveis podem ser mais flexíveis. Isso não quer dizer que você tem que parar de sair ou se divertir, e sim que ter uma rotina diferente com o dinheiro pode ajudar com essa missão de guardar um pouco mais de dinheiro.

Aqui estão algumas dicas para você considerar em relação aos gastos variáveis:

  • Prepare suas refeições em casa em vez de comer fora;

  • Pense bem se você realmente precisa de um novo celular ou se esse que você já tem funciona para o que precisa;

  • Escolha um dia na semana para não ter nenhum gasto variável;

  • Considere “economizar primeiro e gastar depois”. Coloque de lado a parte do dinheiro pros seus objetivos de longo e curto prazo e use apenas o restante para seus gastos variáveis.

5. Planeje o orçamento do mês

Pronto. Você decidiu por que motivo quer economizar, para que está economizando e quais são seus gastos fixos e variáveis. Agora é hora de pôr as mãos na massa e economizar um pouco todo mês.

É claro, isso pode variar de pessoa para pessoa. Você pode estar trabalhando como freelancer e tendo uma renda variável ou ter um trabalho com um salário fixo ou até mesmo contando os centavos por causa de uma fase ruim. Qualquer que seja o caso, nós juntamos algumas dicas que podem funcionar com diversos tipos de renda.

Como economizar dinheiro ganhando pouco: o método 50/30/20

O método 50/30/20 sugere que você distribua seu dinheiro assim:

  • 50% para seus gastos fixos, do tipo aluguel e outros boletos;

  • 30% para os seus gastos variáveis, do tipo comer fora, viagem, cabeleireiro e outras compras;

  • 20% para guardar ou pagar alguma conta atrasada.

Ele foi criado pela senadora Elizabeth Warren, especialista em falências pela Universidade de Harvard, como uma forma de mostrar para os cidadãos dos Estados Unidos como economizar e ter uma melhor relação com o dinheiro, mesmo com baixa renda.

Se você decidir optar pelo método 50/30/20, considere automatizar essa divisão de sua renda todo início de mês. Fazendo isso, você vai deixar só 30% da sua renda para gastar com o que quiser durante o mês, sem se preocupar se  está deixando de economizar ou gastando demais.

Como economizar dinheiro no dia a dia: orçamento base zero

Esse método se parece um pouco com o anterior. Com ele, cada centavinho vai ter um papel específico. No final do mês, a conta “entradas” menos “saídas” vai ser zero. Não vai ter nenhum dinheiro sobrando na sua conta.

Assim você vai saber de forma exata quanto está gastando com suas contas fixas e variáveis e quanto está conseguindo guardar todo mês. Tintim por tintim. Essa é uma ótima maneira de enxergar suas finanças, sabendo identificar todas suas contas do mês no momento em que elas acontecem.

Como criar um plano de contingência

Como a vida é uma caixinha de surpresas, é sempre bom deixar uma grana separada para o caso de alguma emergência. Esse é um bom jeito de pensar para quando você não puder seguir tão à risca seu plano de economizar. É uma forma de impedir que você se desmotive e perca o controle total do seu dinheiro e suas metas.

Aqui estão algumas dicas para criar um plano de contingência. Se liga:

  • Considere o plano de contingência uma parte do seu orçamento mensal. Guarde 5% da sua renda do mês para quando as coisas ficarem complicadas;

  • Pense num plano B caso você tenha alguma emergência. Esse plano B pode ser cortar seus gastos variáveis, por exemplo. Isso vai te fazer ter um dinheiro guardado para usar em uma emergência.

Mais lidas